Notícias

  • PEREGRINAÇÃO A ROMA

De 12 a 15 de Abril de 2010, a Presidente do Grupo, com o Assistente espiritual e mais 21 pessoas, está em Peregrinação em Roma.

O Grupo participará na Audiência Geral do dia 14 de Abril, onde terá oportunidade de oferecer, pessoalmente, ao Santo Padre umas miniatura dos monumentos, um album de fotografias de todos os monumentos já inaugurados, em Portugal e no estrangeiro, uma bruchura preparada para este ano jubilar e o DVD com a história, carisma e espiritualidade do Grupo.

O Grupo será ainda recebido na Secretaria de Estado do Vaticano e por Sua Ex.cia Rev.ma Senhor D. Manuel Monteiro de Castro, Prefeito da Congregação para os Bispos e Secretário do Colégio Cardinalício.

O Grupo será ainda recebido pelo Senhor Embaixador e pela Senhora Embaixatriz de Portugal junto da Santa Sé, que têm sido inexcedíveis na simpatia e cuidado com que nos têm acompanhado. Bem hajam.  

  • MENSAGEM PARA ARGENTINA E PERÚ

A Presidente do Grupo da Imaculada, no âmbito das celebrações dos 25 anos em missão, enviou uma mensagem aos membros do Grupo da Argentina e do Perú, que foi levada pelos membros da Comissão Internacional que lá se deslocaram em missão.

Texto integral da Mensagem:

Caríssimos amigos do Grupo da Imaculada

Como eu gostava de estar hoje com todos.

Neste ano jubilar em que o Grupo da Imaculada está a celebrar os seus 25 anos em missão, recordo com saudade, mas também com plena confiança, as viagens missionárias à América do Sul em que acompanhei a nossa Fundadora, Sra. Dra. Maria das Candeias.

Na sua grande bondade, a Fundadora quis designar-me co-Fundadora e nomeou-me para continuar a missão divina que recebera: “estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria”.

A minha saúde, porém, não me permite deslocar-me aí; não posso, assim, viver com todos, pessoalmente, o empenho, o entusiasmo, a alegria da celebração destes 25 anos em missão.

Mas a Sra. D. Leonor Sottomayor e a Sra. D. Alice Miranda, membros da Comissão Internacional e que me representam, farão o que estiver ao seu alcance para que esta visita seja um momento de festa e comemoração, mas, também e sobretudo, o inicio de um novo tempo, o retomar do caminho, a abertura de novas terras e novos corações à devoção ao Imaculado Coração de Maria. A fidelidade de ambas ao carisma do Grupo e à missão da Fundadora e a sua devoção ao Imaculado Coração de Maria lhes dará assistência do Espírito Santo para que cumpram, em plenitude, os objectivos desta viagem missionária.

São difíceis os tempos que o mundo atravessa.

Desde as catástrofes naturais até á recente crise mundial, causada pelo egoísmo, pela soberba e pela ganância de alguns, tudo parece ser alertas para que o homem caia em si, tome consciência dos limites da sua natureza humana e olhe para Aquele que apenas espera um simples acto de arrependimento para derramar, sobre cada um de nós, torrentes de graças e bênçãos.

Na oração que o Anjo ensinou aos pastorinhos rezamos a dado passo: “… em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido…”

Indiferenças com que Jesus é ofendido!

Nesta correria desenfreada em que transformamos a vida de hoje, quantas vezes passamos em frente a uma igreja sem que ao menos levemos um pensamento até ao Sacrário onde, escondido na sua humildade, está Aquele que sofreu até à morte, e morte de cruz, para nos salvar, para nos reconduzir à unidade intima com o Pai, para restabelecer a harmonia entre a criatura (pobre que nós somos) com o Criador.

E quantas vezes passamos em frente a um Sacrário com uma total indiferença, como se nada nem Ninguém ali estivesse! E, na verdade, está ali realmente presente o Corpo, o Sangue, a Alma e a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo!

É o “Jesus escondido”, de Quem o Beato Francisco tanto falava e a Quem tanto adorava.

Ora este “Jesus escondido” veio dizer-nos em Fátima, por intermédio de Sua Santíssima Mãe,  como combater esta indiferença, fruto da vaidade, do orgulho e da soberba do homem.

É a devoção ao Imaculado Coração de Maria. Nossa Senhora disse mesmo aos Pastorinhos: “Deus quer…”

Ou, como dizia a pequenina Jacinta, “O Coração de Jesus quer que, a Seu lado, se venere o Imaculado Coração de Maria”.

Parece uma última tábua de salvação.

Ao orgulho do homem, que pensa tudo poder fazer com a sua inteligência, Deus oferece a humildade a Maria: “eis a humilde serva do Senhor”.

À vaidade do homem, deslumbrado com as suas capacidades e as suas obras, Deus oferece a simplicidade de Maria: “O Senhor fez em mim maravilhas”.

À soberba do homem, ufano e presumido de si próprio, Deus oferece a natureza sublime da obediência de Maria: “Faça-se em mim segundo a tua palavra”.

Ora, a humildade, a simplicidade e a obediência de Maria brotam do Seu Coração.

E, por isso, Nossa Senhora disse à Irmã Lúcia: “ o meu Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”.

Os monumentos cuja construção o Grupo da Imaculada tem promovido por todo o mundo, e também nesta terra abençoada, são marco de um acto de enorme dimensão espiritual: a Consagração das terras, dos lares, das famílias e de cada um ao Imaculado Coração de Maria.

No acto de consagração começamos por colocar as terras, os lares, as famílias e nós próprios sob a protecção do Imaculado Coração de Maria: o meu Coração será o teu refúgio…”

Conscientes das nossas limitações, da nossa miséria, tudo colocamos sob a protecção d`Aquela que é a Medianeira de todas as graças, a omnipotência suplicante.

Na terra consagrada já não devem ser os homens e as autoridades a definir a grande linha de rumo, pois esta só deve ser a linha de rumo de Nossa Senhora, desde então Rainha dessa terra: na humildade, simplicidade e obediência, caminhar na Verdade, para a Santidade, cumprir a vontade do Senhor.

Depois, no acto de consagração, manifestamos o nosso desejo, sincero e firme, de que o nosso coração seja moldado pelo Coração de Maria. Conscientes das nossas fraquezas, oferecemo-nos para ser, no meio dos homens, um reflexo do humilde, simples e obediente Coração de Maria.

Por fim, no acto de consagração, escolhemos o Imaculado Coração de Maria como o caminho seguro e suave que nos conduzirá até Deus, como Nossa Senhora prometeu à Irmã Lúcia.

A imagem do Imaculado Coração de Maria, presente no Seu Monumento, de noite e de dia, recorda-nos a cada momento esse acto de consagração. E, no meio das terras, no meio dos homens, é uma antena permanentemente dirigida ao Céu. Quantas almas, à luz do dia ou no silêncio da noite, não recorreram já a essa Imagem e encontraram no Imaculado Coração de Maria o consolo para os seus sofrimentos, a força para as suas angústias, a resposta para as suas dúvidas! Quantas almas se converteram!

Neste ano Jubilar, peço a todos que renovem a Consagração individual e colectiva com este espírito, com entrega total e vontade firme, consciente e livre para colaborar nesta extraordinária missão do Grupo da Imaculada: espalhar, por todo o mundo, a devoção ao Imaculado Coração de Maria.

O Monumento, nessa linda terra, é tesouro que deve ser estimado e cuidado com todo o amor e carinho.

Mas, ai de nós!, se quisermos guardar só para nós os tesouros da fé.

Por isso, este ano Jubilar deve ser o início de um novo tempo, o retomar do caminho, a abertura de novas terras e novos corações à devoção ao Imaculado Coração de Maria.

Peço a Deus que, na Sua infinita Bondade, derrame sobre todos uma chuva de graças e envie o Seu Santo Espírito para os iluminar e fortalecer e entusiasmar para os trabalhos do Grupo da Imaculada, que não é nosso, mas da Mãe de Jesus, a Virgem Puríssima Santa Maria.

Nos Corações unidos de Jesus e Maria, a todos abraço com muita amizade.